HISTRIA DAS FESTAS ALEMS REALIZADAS NO BAIRRO BORBOLETA JUIZ DE FORA MG

Nilo Franck

Geral

// - :

Link Especial: Schmetterling

        A nossa ex-presidente da ASSOCIAO CULTURAL E RECREATIVA BRASIL ALEMANHA, HILARINA ANNITA NETTO DAL MDICO, solicitou a minha esposa DILZA MASSON FRANCK,  uma matria que contasse um pouco da histria da DEUTSCHES FEST. Depois de uma longa pesquisa cujos dados vo ser colocados ao final deste histrico a matria foipublicada no site www.culturalemajf.com.br , contando fatos que fazem parte da histria da DEUTSCHES FEST (FESTA ALEM), do BAIRRO BORBOLETA, um dos bairros mais importantes da nossa JUIZ DE FORA. Ns vamos aproveitar a primeira parte desta matria e acrescentar alguns dados a esta histria, sempre com a ajuda do amigo SAMUEL LIMA, e a colaborao sempre muito importante da DILZA. O Samuel   tem um enorme arquivo de fatos deste evento ou seja todos os folders das quinze edies da festa.


     Em 15 de setembro de 1930, o CURA VICENTE ZAY celebrou a primeira missa no local ( o altar foi a mesa da copa do SR FRANCISCO SCHAEFFER FRANZ), benzendo solenemente o CRUZEIRO doado pelo SR JLIO MENINI (PRESIDENTE DA COMISSO), realizando tambm a primeira festa (festival) em benefcio da construo da CAPELA. Desta data at o trmino da construo, realizaram-se festivais no local, com barraquinhas, leiles, e as mais variadas promoes com o objetivo de angariar fundos para a obra. Destacavam-se as barracas de bolos e rocamboles, as mais procuradas, como o so at os dias de hoje, nas festas. (CLEMENTE 1990-PG 24 LIVRO O BAIRRO BORBOLETA E A IGREJA SO VICENTE DE PAULO).


     Essas citaes de VICENTE CLEMENTE, no poderiam deixar de serem escolhidas, como o incio mais fidedigno da histria da FESTA ALEM (DEUTSCHES FEST), em nosso site. Vale acrescentar que as festas promovidas pela Igreja So Vicente eram sempre animadas por uma banda, muitas vezes a do SEGUNDO BATALHO DA POLICIA MILITAR DE MINAS GERAIS, o querido  DOIS DE OURO, que causava admirao nas crianas, jovens, adultos e muitas recordaes boas s vovs  e vovs presentes; alis esta tradio voltou a acontecer na DCIMA TERCEIRA FESTA ALEM promovida pela ASSOCIAO CULTURAL E RECREATIVA BRASIL ALEMANHA, em 2007, quando a BANDA DO DOIS DE OURO, novamente se apresentou na abertura do evento, para delrio daquelas crianas da dcada de trinta, quarenta e cinqenta do sculo passado, que hoje como pais e avs rememoram com emoo esse tempo maravilhoso vivido e puderam repassar aos seus filhos e netos essa emoo. Imigrantes chegaram em JUIZ DE FORA em 1858, oriundos do Imprio Austraco, dos reinos da Prssia (147 pessoas), Hannover, Baviera, Dinamarca, dos Gro Ducados de HESSEN (355 pessoas), do TIROL (227 pessoas), LUXEMBURGO de diversos principados e condados, alm de cidades livres como Hamburgo, Bremen, etc. Seus descendentes sofreram vrias perseguies, e o medo fez com que escondessem suas tradies, assim foram extinguindo-se a cultura, a lngua j no era mais falada, e com a morte dos primeiros colonos, a caracterizao da antiga colnia ia se perdendo, pois assim os seus descendentes iam dando lugar aos costumes e hbitos de sua ento PTRIA BRASIL ( STEHLING 1979 pgina 115 LIVRO JUIZ DE FORA A COMPANHIA UNIO INDUSTRIA E OS ALEMES)). At que um grupo de amigos, descendentes do alemes oriundos da Colnia D.Pedro II , liderou um movimento de resgate destas tradies, e em 27 de agosto de 1967, foi fundado O CENTRO FOLCLRICO TEUTO-BRASILEIRO DE JUIZ DE FORA, tendo como primeiro presidente o SR JOS EMLIO KELMER. ( 2007 ARQUIVOS INSTITUTO TEUTO BRASILEIRO WILLIAM DILLY-JUIZ DE FORA MINAS GERAIS).



                                                AS  PRIMEIRAS FESTAS  ALEMS


    O CENTRO FOLCLRICO TEUTO-BRASILEIRO, iniciou suas atividades promovendo a PRIMEIRA FESTA ALEM EM 1969 NO ADRO DA IGREJA SO VICENTEDE PAULO- BAIRRO BORBOLETA. Com grande repercusso em JUIZ DE FORA e com a participao de toda a comunidade, no bairro, foram instaladas barracas com decorao tpica da cultura germnica. Segundo o  ROBERTO DILLY O ESPRITO DOS LIDERES DO MOVIMENTO DE RESGATE DA CULTURA GERMANICA ,CONTAGIOU A CIDADE COM GRANDE EMOO, COM DISCIPLINA E COM O APOIO E A PARTICIPAO DO ENTO PREFEITO E EX PRESIDENTE DA REPBLICA,PRESIDENTE DE HONRA VITALCIO DO INSTITUTO TEUTO-BRASILEIRO WILLIAM DILLY SR. ITAMAR AUGUSTO C. FRANCO. O valor e o sucesso da primeira festa fez com que a diretoria do ento CENTRO FOLCLRICO promovesse mais quatro festas, chamadas tambm de FESTIVAL DE CHOPP. De acordo com relatos de  moradores do bairro BORBOLETA a SEGUNDA FESTA ALEM que no aconteceu em outubro de 1971, foi transferida para o ano seguinte 1972 em respeito ao falecimento de um morador do bairro. A TERCEIRA FESTA ALEM foi em 1975, junto a IGREJA LUTERANA DO BAIRRO. Em 1990 a QUARTA FESTA ALEM, junto a IGREJA SO VICENTE DE PAULO, foi realizada para angariar fundos com o objetivo de dar continuidade as obras de ampliao da antiga capela. (CLEMENTE 1990 PG 27). Em 1991 a QUINTA FESTA ALEM foi realizada com a IGREJA SO VICENTE DE PAULO novamente. Festejos esses sempre com muito chopp, danas, pes caseiros, comida e tortas tpicas. As primeiras festas sempre eram iniciadas com um CULTO ECUMNICO ENTRE CATLICOS E LUTERANOS.


                                             A   ATUAL    DEUTSCHES   FEST



    A partir de 1992 novamente a comunidade do bairro e desta vez, com a voz dos jovens que danaram em festas anteriores, mobilizaram-se, e juntos aos lderes da comunidade do Bairro Borboleta, mais uma vez pois sentiram a necessidade de agregarem-se em torno de uma associao mais dinmica,  com propsitos de preservar as tradies culturais deixadas por seus antepassados colonos e, dando nfase as danas folclricas germnicas, valorizando tambm a cultura brasileira de diversas etnias. Deste movimento surge em 1993 a ASSOCIAO CULTURAL E RECREATIVA BRASIL-ALEMANHA,i cuja fundao acontece a 27 de abril de 1993, tendo como primeiro Presidente o SR WAGNER CANELLAS DA COSTA; sem fins lucrativos,est sediada no BAIRRO BORBOLETA ,hoje  filiada a CASA DA JUVENTUDE DE GRAMADO-RS e a FEDERAO DOS CENTROS DE CULTURA ALEM DO BRASIL FECAB-RS. Mais tarde reconhecida de utilidade pblica, atravs da LEI MUNICIPAL 10.774 e passa a ser promotora da festa alem e mantenedora do SCHMETTERLING GERMANISCHE VOLKSTANZGRUPPE. MARIA DAS GRAAS SCHAEFER filha do bairro, neta de alemes, que com grande perseverana e amor cultura alem e brasileira, no mediu esforos e foi aos mais longnquos lugares buscar suas razes culturais, conhecer mais sobre a cultura alem e aprender danas folclricas de palco para ensin-las aos jovens. Nessa poca ela fundou e fortaleceu  vrios grupos de danas no bairro, tais como: SCHMETTERLING(1993 MUNIQUE E KINDER (1990) , que abrilhantaram as festas de 1990 e 1991 alm de outras apresentaes pela cidade. A criao da ASSOCIAO teve como  conseqncias a fuso desses grupos num s o SCHMETTERLING. Esse nome foi dado ao GRUPO em homenagem histria do bairro: ....ACH SCHMETTERLING, DU FLIENTE IMMER ZUM FENSTER RAUS... que significa OH BORBOLETA, TU SEMPRE VOAS PARA FORA DA JANELA ... CLEMENTE - 1990 PG 16. A ASSOCIAO realiza a DEUTSCHES FEST anualmente em JUIZ DE FORA, a partir de 1995 e este evento faz parte do CALENDRIO OFICIAL TURSTICO DA CIDADE DE JUIZ DE FORA, atravs da LEI MUNICIPAL  11.714  DE 12/12/2008 sancionada pelo ento PREFEITO DE JUIZ DE FORA JOS EDUARDO ARAJO, cujos termos so os seguintes:  ...DISPE SOBRE A INSTITUIO NO CALENDRIO OFICIAL DO MUNICPIO DE JUIZ DE FORA....  ART 1 FICA INSTITUDO NO CALENDRIO DO MUNICPIO DE JUIZ DE FORA O EVENTO FESTA ALEMÔ ART 2 A PREFEITURA DE JUIZ DE FORA FACILITAR AS ATIVIDADES PROMOVIDAS NO EVENTO ELENCADO NA LEI.   A autoria do PROJETO DE LEI do VEREADOR BRUNO SIQUEIRA .... A principal atrao da DEUTSCHES FEST o GRUPO DE DANAS SCHMETTERLING, apresentando-se todos os dias. Todos os anos no palco da festa  se apresentam corais, bandas folclricas, orquestras, grupos folclricos de vrias etnias. As barracas so uma atrao a parte:  sempre muito bem decoradas levam o nome das famlias alems cujos descendentes ainda moram no bairro. O cardpio tpico alemo. So oferecidos deliciosas tortas, pes, biscoitos, chucrute, joelho de porco, salada de batatas etc. Ainda presentes os boxes com artesanato e souvenirs, com destaque para o BOXE DA ASSOCIAO que anualmente vende os canecos da festa, camisas e bottons, diversos. Nos anos de2007 e 2008 foi feito um trabalho para que tivssemos BANDA PRPRIA e foi possvel a apresentao DA SCHMETTERLING KAPELLE, (BANDA SCHMETTERLING). Com este projeto visava-se a formao de msicos na prpria associao os quais substituiriam gradualmente os msicos da banda, todos de JUIZ DE FORA e tambm uma gradual diminuio dos custos que um conjunto como este custava; alm disso foi preparado um lbum com partituras para 11 instrumentos escrito pelo mestre da banda TEM. RMULO, com 22 msicas: nos primeiros dois anos o custo diminuiu em 50%. Infelizmente o projeto no foi levado adiante, sob a alegao de que os msicos no faziam parte do quadro de associados da entidade. A DEUTSCHES FEST um evento que tem cobertura dos principais veculos de comunicao da cidade; pblico de diferentes perfis de acordo com os horrios e programao. So sempre pessoas que amam as artes, apreciam e respeitam a diversidade cultural do nosso povo brasileiro. A festa no seria possvel se no acontecessem as parcerias, A PREFEITURA MUNICIPAL DE JUIZ DE FORA, sempre foi uma das principais colaboradoras da festa desde a sua primeira edio, a FUNALFA montou durante todos os anos as barracas dos restaurantes, boxes e o palco para a apresentao das danas e bandas. Temos como patrocinadores hoje com muito orgulho para ns a CERVEJARIA ITAIPAVA E O FRIGORFICO SOUZA BARTELS, alm de outras entidades que sero citadas a seguir. importante citar na oportunidade que vrias geraes de jovens, (hoje muitos deles pais e mes dos atuais integrantes do grupo)  participaram e deram a sua valiosa colaborao, pois danar na festa no significa s 05 dias de apresentao. So mais de 06 meses de ensaios realizados predominantemente aos domingos, quando ao invs de sarem para a diverso adentram no prdio da ASSOCIAO para ensaios que duram em mdia 120 minutos . Por isso reafirmamos que se no fosse o trabalho, a dedicao, a competncia e principalmente o esprito comunitrio das pessoas do bairro BORBOLETA e a herana cultural dos nossos antepassados, no seria possvel uma atividade de tamanha envergadura. A seguir passaremos a mostrar alguns dados interessantes sobre esta festa, estamos levando em conta as 15 edies realizadas pela ASSOCIAO CULTURAL E RECREATIVA BRASIL ALEMANHA. Os dados a seguir apresentados fazem parte dos folders da festa guardados com muito carinho pelo amigo SAMUEL LIMA.



Ainda no comentado.