LANAMENTO: POMERANOS SOB O CRUZEIRO DO SUL

Nilo Franck

Geral

// - :



Atendendo ao amável convite da amiga HILDA BRAUM – PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DAS COMUNIDADES ALEMÃS DO ESPÍRITO SANTO, estivemos no último dia 31 de outubro de 2009 na cidade de DOMINGOS MARTINS – ES para participar na Igreja Luterana de Campinho do lançamento do livro POMERANOS SOB O CRUZEIRO DO SUL DE KLAUS GRANZOW, publicado pelo ARQUIVO PÚBLICO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, traduzido por SELMA BRAUM do TITULO ORIGINAL POMMERANOS UNTER DEM KREUZ DES SÜDENS – DEUTSCHE SIEDLER IN BRASILIEN (obra publicada na Alemanha por HORST ERDMANN VERLAG/TUBINGEN UND, BASEL 1975). Na apresentação do LIVRO o CIENTISTA SOCIAL AGOSTINO LAZZARO-Diretor-Geral do ARQUIVO PÚBLICO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, escreve o relato de KLAUSS GRANZOW  sobre a visita aos descendentes de pomeranos no Espírito Santo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Nessa época ele já era um consagrado estudioso da história e da cultura da Pomerânia, sua terra natal.  HILDA BRAUM COORDENADORA-GERAL DA ASSOCIAÇÃO DA CULTURA ALEMÃ DO ESPÍRITO SANTO retrata os pomeranos que comemoravam os 150 anos da chegada ao Brasil da seguinte forma: ... “Este povo é trabalhador, cultiva com muito suor e dedicação a terra que lhe dá o sustento. Os pomeranos reverenciam a natureza e as pessoas. São eternamente gratos a Deus por tudo que a terra lhes oferece em resposta ao trabalho realizado e por poderem viver em comunidade. Os mutirões na abertura das estradas e construção de escolas comunitárias, o fervor da FESTA DA COLHEITA, realizada anualmente, o batizado, a confirmação e o casamento são exemplos marcantes disso...”


       “ KLAUS GRONZOW nasceu em 10/09/1927 em Mutzenow, na região de Stolp, Pomerânia. Viveu como prisioneiro na Rússia durante a Segunda Guerra. Em 1948 seguiu para Hamburgo-Alemanha, onde estudou ARTES CÊNICAS e atuou no OHSORG THEATER. Escreveu roteiros para programas de televisão e atuou em vários filmes alemães. Em 1971 recebeu o prêmio mais nobre da TV ALEMÃ quando participou com o tema DEUTSCHE AUSWANDERER HEUTE (IMIGRANTES ALEMÃES HOJE) E ESTRADA DOS POMERANOS  que elaborou durante a sua visita aos colonos pomeranos no interior do Brasil.  Foi um dos mais dedicados estudiosos alemães sobre a história e a cultura da POMERÂNIA, sua terra de origem. “


       “A cidade de Sta Maria do Jetibá é uma cidade bilíngüe. É uma das únicas comunidades falantes do Pomerano no mundo, ao lado de Laranja da Terra, Vila Pavão no Espírito santo, de Pomerode em Santa Catarina, Arroio do Padre no Rio Grande do Sul e Cacoal e Espigão do Oeste em Rondônia. O lingüista e antropólogo ISMAL TRESMANN, escreveu um dicionário, com 15 mil palavras pomeranas e informações históricas (site ESPIRITO SANTO EM FOCO). Estima-se que 300.000 falam a língua pomerana no Brasil nos Estados do Espírito santo, santa Catarina, Rio grande do Sul e Rondonia. (site globorural). Em Rondonia os colonos são brasileiros, de origem germânica, muitos bilíngües pois falam o PORTUGUES E O POMERANO. A incursão desses imigrantes foi dificultada por problemas com os índios cinta-larga. As cidades rondonienses que abrigam hoje essas famílias são principalmente: CACOAL E ESPIGÃO DO OESTE. (informações da SRA HILDA BRAUM – palestra do VI CAAL JUIZ DE FORA-MG).

Ainda no comentado.