O Estado da Baviera.

Nilo Franck

Nilo

29/08/13 - 21:10

É o estado de maior superfície territorial da Alemanha. A capital da Baviera é Munique, onde se encontra a maior de todas as universidades da Alemanha, o Museu Alemão, que possui a maior coleção mundial da história das ciências naturais e da técnica, bem como numerosos monumentos históricos, coleções de arte e teatros. Ao sul de Munique, existem três castelos lendários: Linderhof, Neuschwanstein e Herrenchiemsee. Ainda mais característicos do que esses castelos são os monumentos arquitetônicos dos séculos XVII e XVIII.


As festas folclóricas na Baviera são muitas e vão desde a Festa da Cerveja de Munique, que se realiza anualmente e durante a qual a cerveja corre a larga, até o Festival da Paixão de Oberammergau, que se realiza de dez em dez anos.


A Baviera, todavia, também é um estado industrial moderno. Munique é um centro de moderna tecnologia de ponta e um dos mais importantes centros econômicos da Alemanha. Firmas mundialmente conhecidas dos setores eletrônico e automobilístico, como a Siemens, AEG e BMW, têm sua sede na Baviera, como também empresas da indústria espacial.


BADEN-WÜRTTEMBERG


Situa-se a oeste da Baviera. É o estado mais industrializado da República Federal da Alemanha. A indústria é muito variada: máquinas-ferramentas e micro-chips, produtos eletrotécnicos e químicos fazem parte de seus produtos, bem como automóveis ou instrumentos de precisão de todos os tipos. 90 por cento de todos os relógios fabricados na Alemanha são produzidos nesse estado federado.


Baden-Württemberg é a terra de origem do liberalismo alemão e a pátria de famosos poetas e filósofos. Os mais conhecidos são Friedrich Schiller e Georg Wilhelm Friedrich Hegel. Stuttgart, a capital estadual, não é apenas a sede das firmas internacionais Daimler-Benz e Bosch, mas também a maior região vinícola da Alemanha.


HESSEN


O estado de Hessen, fundado em 1946, têm uma história movimentada. Próximo dos rios Reno e Meno estendia-se a fortificação de Limes, que desde o fim do primeiro século d.C. delimitou a fronteira do império romano. Inicialmente era só uma linha fortificada, mais tarde tornou-se uma linha divisória cultural e religiosa. Na Idade Média, a responsabilidade pelo território, que no futuro iria ser o estado de Hessen, estava subdividida em numerosos domínios. A dinastia mais importante na época era a dos Ludowinger, a quem também estava subordinada a Turíngia. Em 1527, foi fundada a Universidade de Marburgo, que conquistou grande importância na teologia evangélica, e também na medicina. No centro do brasão oficial de Hessen se encontra, ainda hoje, o leão do landgrave da Turíngia.

Wiesbaden é a capital estadual e, ao mesmo tempo, a maior das numerosas estações de águas existentes em Hessen.