Imigrantes alemães e arquitetura enxaimel são temas de livro.

Nilo Franck

Nilo

// - :

A cidade de Pomerode, em Santa Catarina, ostenta o título de mais alemã do Brasil. Situada no Vale do Itajaí, próxima a Blumenau, a localidade está repleta de descendentes dos primeiros imigrantes alemães que chegaram a partir de 1863. É nesse cenário que a jornalista paulistana Selma Tronco escreveu o livro Rota do Enxaimel – Uma trilha de histórias em Pomerode.

A arquitetura enxaimel consiste em uma estrutura de madeiras entrelaçadas cujos vãos, os espaços vazios, são preenchidos com tijolos. A técnica de construção é uma herança germânica que está presente até hoje na cidade. Já a Rota do Enxaimel é um atrativo turístico localizado no bairro de Testo Alto, onde há uma concentração desse tipo de residência.

O livro traz as histórias de vida dos moradores dessas casas enxaiméis ao abordar a realidade atual de cada um, os costumes, a cultura e a história de construção das edificações. São mais de 30 fotos coloridas de todas as casas visitadas que fazem parte do mapa turístico do local.

A cultura alemã ainda é muito presente no dia-a-dia de Pomerode que tem pouco mais de 25 mil habitantes. O doce “cuca”, bem como o “melado” são produzidos em muitas dessas casas para consumo próprio ou venda. O idioma alemão é falado em praticamente todas as famílias através do dialeto “plattdüsch”.

No início do livro Rota do Enxaimel é possível conhecer mais detalhes sobre a história da imigração alemã no Brasil, com foco para a colonização no Sul e a chegada dos imigrantes agenciados pelo Dr. Hermann Blumenau. Também há informações sobre a técnica de construção enxaimel que serviu de inspiração para o desenvolvimento dessa obra.


Rota do Enxaimel – Uma trilha de histórias em Pomerode (270 págs.), de Selma Tronco.

O livro se encontra a venda por R$ 25,00 na Livraria Cultura e Livrarias Catarinense com entrega em todo o país.


Entre em contato com a autora pelo email: sel2211@yahoo.com.br


Por Selma Tronco