CRONOLOGIA DE DATAS QUE ABORDAM FATOS DA VIDA DE JUIZ DE FORA

REFERENTES AOS IMIGRANTES ALEMÃES E SEUS DESCENDENTES.

Nilo Franck

Nilo

09/12/15 - 09:31

Este trabalho tem o objetivo de mostrar durante 365 dias de um ano fatos ocorridos na cidade de Juiz de Fora, que dizem respeito aos imigrantes alemães e seus descendentes, tanto os vindos nos anos de 1858, como os que vieram antes e depois, deste período.

Gostaria de homenagear neste contexto escritores e abnegados que me inspiraram a coletar estas informações:

PAULINO DE OLIVEIRA – Nasceu em Rio Novo em 1899, e morreu em JUIZ DE FORA em 1992. O livro pesquisado foi EFEMÉRIDES JUIZFORANAS:

LUIZ ANTONIO STEPHAN – Que foi por muitos anos dirigente da ASSOCIAÇÃO CULTURAL E RECREATIVA BRASIL ALEMANHA – livro: CHUCRUTE – DANÇAS E DETERMINAÇÃO

VICENTE DE PAULO CLEMENTE (CLEMENS) – Autor dos livros O BAIRRO BORBOLETA E A IGREJA SÃO VICENTE DE PAULO, E OS ALEMÃES E O BORBOLETA:

WILSON DE LIMA BASTOS – AUTOR DO LIVRO MARIANO PROCÓPIO SUA VIDA – SUA OBRA – SUA DESCENDÊNCIA;

SITE WWW.CERVISIA .COM.BR – CRONOLOGIA DA CERVEJA BRASILEIRA SÉCULOS XVII, XIX E XX;

SITE DA PREFEITURA MUNICIPAL DE JUIZ DE FORA

SITE JUIZDEFORAONLINE.WORDPRESS.COM

MUTUALISMO ALEMÃO EM JUIZ DE FORA:o reforço da identidade em pers

Pectiva – ANTONIO GASPARETTO JÚNIOR – REVISTA DE ARTES E HUMANIDADE 2011.

TURNERSCHAFT – CLUBE GYNNASTICO JUIZ DE FORA – 1909-1979

JAKELINE DUQUE DE MORAES LISBOA E CARLOS FERNANDO DA CUNHA JR


JANEIRO

1 DE JANEIRO

1879 – Desligava-se da Firma AUGUSTO KREMER & CIA (IMPERIAL FÁBRICA DE CERVEJA NACIONAL), o Sr JOSÉ WEISS, que em seguida fundaria a CERVEJARIA JOSÉ WEISS;

1893 – A capela de NOSSA SENHORA DA GLÓRIA era elevada à categoria de CURATO, sendo nomeado cura o PADRE MATIAS FULKENS;

1894 -Inaugurava-se na RUA BOTANÁGUA, 127 a CERVEJARIA DOIS LEÕES de propriedade de CARLOS STIEBLER: Rua Botanágua é a atual SETE DE SETEMBRO;

1901 – Fundou-se o CLUBE DOS GRAFOS CARNAVALESCOS, cujo primeiro presidente foi o SR FRANCISCO KASCHER:

7 DE JANEIRO

1856 – O blog do amigo Luiz AntonioStephan registra a chegada dos primeiros imigrantes alemães para o trabalho na Cia União e Indústria. Eram sapateiros, alfaiates, barbeiros, carpinteiros, pedreiros, parteiras, padeiros, carroceiros, relojoeiros, marceneiros, ferreiros, funileiros.

1903 – Iniciava-se num sobrado da RUA DIREITA em frente a SANTA CASA DE MISERICÓRDIA, as aulas do primeiro ano de funcionamento do colégio STELLA MATUTINA, dirigido pelas IRMÃS SERVAS DO ESPÍRITO SANTO; Rua Direita é a atual AV RIO BRANCO;

10 DE JANEIRO

1865 – Nascia em Juiz de Fora o DR ALFREDO FERREIRA LAGE, filho de MARIANO PROCÓPIO fundador da COLONIA DOM PEDRO II, e que criou o MUSEU MARIANO PROCÓPIO;

12 DE JANEIRO

1914 – Falecia no RIO DE JANEIRODONA MARIA AMÁLIA FERREIRA LAGE, viúva de MARIANO PROCÓPIO FERREIRA LAGE;

16 DE JANEIRO

1898 -Iniciavam seus trabalhos na SANTA CASA DE MISERICÓRDIA as IRMÃS DE SANTA CATARINA. NOTA: As 04 primeiras irmãs de Santa Catarina vieram para o Brasil em 16 de junho de 1897, da região de BRAUNSBERG – MECKLEMBURGO POMERÂNIA OCIDENTAL , para a fundação de um colégio em Petrópolis-R J onde ministrariam aulas para os filhos de descendentes de alemães. No mesmo ano mais 08 irmãs vieram para o Brasil e no início do ano seguinte vieram para JUIZ DE FORA para trabalharem na STA CASA DE MISERICÓRDIA. Anos mais tarde construíram o COLÉGIO STA CATARINA.

27 DE JANEIRO

1912 – Realizavam-se na cidade grandes festejos pelo aniversário do IMPERADOR GUILHERME II, da ALEMANHA, os quais foram interrompidos na sua parte final, em virtude da falecimento do industrial DETLEF KRAMBECK;

1944 – Falece no Rio de Janeiro ALFREDO FERREIRA LAGE:

FEVEREIRO

02 DE FEVEREIRO

1900 – Com estabelecimento de um colégio no ALTO DOS PASSOS, iniciava suas atividades em Juiz de Fora a CONGREGAÇÃO DO VERBO DIVINO, que assumiria em seguida a direção da ACADEMIA DE COMÉRCIO:NOTA: A CONGREGAÇÃO DO VERBO DIVINO, foi fundada em STEYL, nos países baixos no dia 08 de setembro de 1875, pelo padre alemão ARNALDO JANSSEN.

11DE FEVEREIRO

1912 – Estreava no TEATRO JUIZ DE FORA a COMPANHIA DE OPERETAS LAHOZ, que apresentou pela ordem ‘A VIÚVA ALEGRE” “MANOBRAS DE OUTUBRO” entre outras peças;

12 DE FEVEREIRO

1948 – Falecia em sua residência, na Rua Carlos Otto o industrial GERMANO OTTO;

14 DE FEVEREIRO

1872 – Falecia no RIO DE JANEIRO, MARIANO PROCÓPIO FERREIRA LAGE, diretor da CIA UNIÃO E INDUSTRIA e fundador da COLONIA DOM PEDRO II.

23 DE FEVEREIRO

1797 – Nasceu em Klausthal, Hanover, na Alemanha o COMENDADOR HENRIQUE GUILHERME FERNANDO HALFELD, principal fundador de Juiz de Fora, seu benfeitor, vereador a Câmara Municipal;

27 DE FEVEREIRO

1895 – Em reunião realizada no Salão da Cervejaria José Weiss era fundada a Sociedade Brasileira de Beneficência, a qual teve como primeiro presidente o Alferes Manoel José Pereira da Silva:

29 DE FEVEREIRO

1936 – Era oficializada a doação do MUSEU MARIANO PROCÓPIO ao Município de Juiz de Fora, com o Parque que o circunda;

MARÇO

02 DE MARÇO

1903 – Falecia na cidade o CEL FRANCISCO MARIANO HALFELD, terceiro filho do Comendador Henrique Halfeld, que no ano anterior, realizara as suas custas a remodelação do Jardim Municipal, ao qual foi dado o nome de Praça Cel Halfeld;

04 DE MARÇO

1974 – Fundada no bairro BORBOLETA a ESCOLA DE SAMBA DO BORBOLETA,mais tarde denominada GRÊMIO RECREATIVO ESCOLA DE SAMBA BORBOLETA

07 DE MARÇO

1892 – Tomavam posse os membros do Conselho Distrital do DISTRITO DA CIDADE, senhores CUSTÓDIO DA SILVEIRA TRISTÃO, GUSTAVO ADOLFO FASSHEBER e FRANCISCO CASEMIRO COHANIER;

11 DE MARÇO

1891 – Por escritura pública no Cartório do tabelião JOÃO CRISÓSTOMO PIMENTEL BARBOSA, os senhores FRANCISCO EUGÊNIO DE REZENDE, FRANCISCO BATISTA DE OLIVEIRA e BERNARDO MASCARENHAS, adquiriram do senhor AUGUSTO HOEHN, grande extensão de terreno no alto do morro do Imperador, com a finalidade de nele construírem um sanatório e vários chalés, assim como uma vila de verão, conforme noticiou a imprensa;

15 DE MARÇO

1902 – Falecia o coronel farmacêutico BERNARDO MARIANO HALFELD, décimo filho de HENRIQUE HALFELD, veterano da GUERRA DO PARAGUAI;

16 DE MARÇO

1929 – Falecia no Rio de Janeiro, onde estava residindo o farmacêutico ALTIVO HALFELD, antigo proprietário da FARMÁCIA HALFELD e ex-vereador;

20 DE MARÇO

1878 – Inaugurava-se a Capela de São Sebastião, construída em terreno doado pelo COMENDADOR HENRIQUE HALFELD por iniciativa do DR JOÃO RIBEIRO MENDES. A inauguração contou com a presença de SMI D. PEDRO II – IMPERADOR DO BRASIL, que veio a Juiz de Fora pela terceira vez, para também inaugurar o edifício do Forum e Câmara Municipal;

23 DE MARÇO

1887 – Falecia aos 59 anos de idade o senhor DAVID SCHMIDT, ex-secretário da CIA UNIÃO E INDÚSTRIA e comerciante na cidade;

29 DE MARÇO

1913 – Aos 80 anos falecia em Palmira, (ATUAL SANTOS DUMONT), o capitão FERNANDO FELICIANO HALFELD, quinto filho de HENRIQUE HALFELD;

ABRIL

07 DE ABRIL

1853 – Era instalada a primeira Câmara de Vereadores do Município de Santo Antonio do Paraibuna, (JUIZ DE FORA), tendo sido escolhido como seu primeiro presidente, o vereador mais votado o TEN CEL JOSÉ RIBEIRO DE REZENDE – BARÃO DE JUIZ DE FORA;

10 DE ABRIL

1860 – Nascia em Petrópolis-RJ, o industrial HENRIQUE SURERUS, que foi vereador à Câmara Municipal e membro do CONSELHO CONSULTIVO DA PREFEITURA, no período de 1930 a 1936;

12 DE ABRIL

1856 - Era iniciada em Petrópolis-RJ a construção da Estrada União e Indústria, conforme lápide de mármore colocada na AV BARÃO DO RIO BRANCO naquela cidade;

1923 – Era destruída pelo fogo a IGREJA DA GLÓRIA, situada na Avenida dos Andradas, ao lado do novo templo em construção;

13 DE ABRIL

1837 – Pela Lei Provincial número 81 era aprovado o contrato firmado antes com o engenheiro HENRIQUE HALFELD para construção de uma estrada entre VILA RICA e PARAIBUNA, para facilitar as comunicações com a Corte. No traçado dessa estrada, cujas obras estavam então bastante adiantadas, o contratante aproveitou vários trechos do Caminho Novo, desviando-o, porém, para a margem direita do rio na região em que surgiu o arraial de SANTO ANTONIO DO PARAIBUNA, que foi elevado a vila em 1850, como sede do Município do mesmo nome, então criado, e a cidade em 1856;

21 DE ABRIL

1858 – Partia do Porto de Hamburgo, à bordo do VELEIRO TELL, sob o comando do capitão R. W. KOCK, os primeiros 236 imigrantes alemães com destino ao porto do RIO DE JANEIRO, em em seguida para a cidade do PARAIBUNA (JUIZ DE FORA);

25 DE ABRIL

2013 – A Câmara de Vereadores aprova e o Prefeito Bruno Siqueira sancionou a LEI 12780 de 25 de abril de 2013, que concede o Título de entidade benemérita de Juiz de Fora a ASSOCIAÇÃO CULTURAL E RECREATIVA BRASIL ALEMANHA:

26 DE ABRIL

1897 – Era transferida à firma FRITZ WINTZ, a EMPRESA FERROCARRIL BONDES DE JUIZ DE FORA, que mantinha na cidade, desde 1881, o serviço de bondes de tração animal;

27 DE ABRIL

1993 – Fundava-se no Bairro Borboleta a ASSOCIAÇÃO CULTURAL E RECREATIVA BRASIL ALEMANHA, que passou a partir de sua fundação a ser mantenedora do GRUPO DE DANÇAS FOLCLÓRICAS GERMÂNICAS SCHMETTERLING, e a partir de 1995, promotora da DEUTSCHES FEST – FESTA ALEMÃ DO BORBOLETA;

28 DE ABRIL

1858 –Partia do Porto de Hamburgo, á bordo do VELEIRO RHEIN, 184 imigrantes alemães com destino ao porto do RIO DE JANEIRO e em seguida para a cidade do PARAIBUNA (JUIZ DE FORA);

29 DE ABRIL

1962 – Falecia em São Paulo o Sr Olegário Gerheinex-industrial na cidade;

MAIO

01 e 02 MAIO

1976 – Encerrava suas atividades depois de 37 anos o CINE THEATRO PARA TODOS, com os filmes, no dia 1 GOLIAS CONTRA O GIGANTE e no dia 2 UMA RAJADA DE BALAS, neste local muitas festividades do bairro BORBOLETA foram ahi realizadas.



10 DE MAIO

1886 - Era inaugurada a primeira Igreja Luterana de Juiz de Fora, na atual Rua General Gomes Carneiro:

2012 – realizava-se no AUDITÓRIO DO BANCO DO BRASIL em Juiz de Fora, o seminário UNIÃO E INDÚSTRIA: UMA ESTRADA PARA O FUTURO – LEGADO E POSSIBILIDADES, promovido pela FUNDAÇÃO MARIANO PROCÓPIO.

13 DE MAIO

1901 – Falecia aos 39 anos de idade o sr FREDERICO FERREIRA LAGE, co-proprietário do TEATRO JUIZ DE FORA e fundador do HIPÓDROMO FERREIRA LAGE;

1914 – Partindo da Várzea entre Creosotagem e Benfica, voava sobre a cidade o aviador LUIZ BERGMANN, que, depois de várias evoluções, aterrissou no largo da Rua Barão de Cataguases;

15 DE MAIO

1858 – Partia do Porto de Hamburgo, à bordo da barca GUNDELA, sob o comando do Capitão EIKMANN, 280 imigrantes alemães e austríacos da região do TIROL (regiões de VOLDERS e WEER entre outras), com destino ao porto do RIO DE JANEIRO e em seguida para a cidade do PARAIBUNA (JUIZ DE FORA);


21 DE MAIO

1858 – Partia do Porto de Hamburgo, à bordo do Veleiro Gessner, sob o comando do Capitão Lankenau, 249 imigrantes alemães, entre eles os integrantes da FAMÍLIA FRANCK, (JOHANN, TEKLA, JOHANN, MARTIN, THEODOR (meu bisavô) e JOSEPHA), com destino ao porto do RIO DE JANEIRO, e em seguida para a cidade do PARAIBUNA (JUIZ DE FORA);

23 DE MAIO

1921- Comemorava-se solenemente o centenário de nascimento de MARIANO PROCÓPIO FERREIRA LAGE. Além de outros atos, houve missa na Igreja da Glória, sessão cívica ao ar livre, no Largo do Riachuelo, e a inauguração do MUSEU MARIANO PROCÓPIO, organizado pelo seu filho DR ALFREDO FERREIRA LAGE;

25 DE MAIO

1858 –Chegava ao Porto do RIO DE JANEIRO, o Veleiro TELL, trazendo os 234 primeiros imigrantes alemães para a cidade do PARAIBUNA, (JUIZ DE FORA). Explica-se a diferença de números entre os passageiros que partiram e os que chegaram, pois houve 02 óbitos durante a viagem, para tristeza de todos os passageiros;

26 DE MAIO

1872 – Era fundada a SOCIEDADE ALEMÃ DE SOCORROS MÚTUOS, tendo como presidente o SR AUGUSTO KREMER, que mais tarde teve sua sede na Rua Bernardo Mascarenhas (VILLAGE), a qual mudou posteriormente sua denominação para SOCIEDADE ALEMÃ DE BENEFICÊNCIA; Seus fundadores foram os senhores: AUGUSTO KREMER, NICOLAU SCORALICK, FREDERICO DOSE, JÚLIO WALTEMBERG, JOÃO E JACOB HEES, VALENTIM MECKLER, HENRIQUE GREESE, GEORGE BECKER e HENRIQUE LOCWEINSTEN;

27 DE MAIO

2013 – Em solenidade realizada no Teatro Pró-Música, o PRESIDENTE VIUMAR DOS REIS DUQUES, recebe das mãos do prefeito BRUNO SIQUEIRA a medalha do MÉRITO HALFELD, a mais alta condecoração do Município de Juiz de Fora, em nome da ASSOCIAÇÃO CULTURAL E RECREATIVA BRASIL ALEMANHA;

28 DE MAIO

2004 – Através da LEI MUNICIPAL número 10744 a ASSOCIAÇÃO CULTURAL E RECREATIVA BRASIL ALEMANHA é declarada entidade de utilidade pública municipal;

30 DE MAIO

1886 – Com a presença, inclusive, de vários católicos da cidade e de caravanas procedentes de Petrópolis-RJ, Mar de Espanha e Leopoldina-MG. Inaugura-se festivamente a IGREJA LUTERANA DA COLÔNIA DE SÃO PEDRO;

31 DE MAIO

1850 – Pela Lei Provincial número 472, desta data, era criado o Município de Santo Antônio do Paraibuna, com território desmembrado do Município de Barbacena , tendo por sede a localidade do mesmo nome então elevada a VILA;

JUNHO

01 DE JUNHO

1936 – Falecia em Belo Horizonte o DR CRISTIANO BECKER, catedrático da Escola de Engenharia de Juiz de Fora;

03 DE JUNHO

1905 – Sócios dissidentes do CLUBE DOS GRAFO-CINEMATOGRÁFICOS CARNAVALESCOS fundavam o CLUBE DOS PRIMITIVOS GRAFOS, sob a presidência do capitão FRANCISCO KASCHER;

05 DE JUNHO

1858 –Partia do Porto de Hamburgo, à bordo do VELEIRO OSNABRUCK, sob o comando do CAP G. LANGE, 234 imigrantes alemães com destino ao porto do RIO DE JANEIRO, e em seguida, para a cidade do PARAIBUNA (JUIZ DE FORA);

12 DE JUNHO

1858 –O historiador WILSON LIMA BASTOS, em sua livro MARIANO PROCÓPIO FERREIRA LAGE, SUA VIDA, SUA OBRA, SUA DESCENDENCIA, afirma que a chegada dos primeiros imigrantes alemães a Juiz de Fora, aconteceu neste dia. O fato é confirmado e está impresso no MARCO DO CENTENÁRIO DA IMIGRAÇÃO, que hoje se encontra na PRAÇA DO IMIGRANTE, no bairro do BORBOLETA;

13 DE JUNHO

1927 – Os escoteiros de Juiz de Fora (Centro Cívico Aires Gomes, Academia de Comércio, Grupos Escolares Centrais, Antônio Carlos e Fernando Lobo) realizavam o seu primeiro acampamento, no parque da CERVEJARIA JOSÉ WEISS, sob a direção do TENENTE OSWALDO DINIZ, instrutor nomeado pelo governo do Estado;

16 DE JUNHO

1990 – Era fundado por MARIA DAS GRAÇAS SCHAEFER, com jovens da Igreja São Vicente de Paulo um grupo de danças alemãs, que se chamou MUNIQUE, e mais tarde se transformaria no grupo de maior repercussão da dança germânica do Estado de Minas Gerais. O SCMETTERLING GERMANISHE VOLKSTANZ GRUPPE.

20 DE JUNHO –

1886 – Acontece a fundação efetiva da COMUNIDADE EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA em JUIZ DE FORA, através da aprovação de seus estatutos;

21 DE JUNHO

1920 – Era lançada a pedra fundamental da nova matriz da Igreja Nossa Senhora da Glória, tendo sido celebrada missa campal no lugar em que ela seria construída;

23 DE JUNHO

1821 – Nascia em BARBACENA-MG, MARIANO PROCÓPIO FERREIRA LAGE, criador da ESTRADA UNIÃO E INDUSTRIA, fundador do povoado de JUIZ DE FORA, onde foi instalada a primeira estação de diligência da mesma estrada em 1861, foi também diretor da ESTRADA DE FERRO DOM PEDRO II,.O referido povoado incorporou-se mais tarde à cidade, como um dos seus bairros, sob o nome do seu fundador;

1861 –Com a presença de toda a família Imperial, que por vários dias ficou hospedada no castelo de Mariano Procópio, e de grande comitiva, inaugurava-se festivamente a estrada construída pela CIA UNIÃO E INDÚSTRIA, entre PETRÓPOLIS E JUIZ DE FORA, bem como a estação da cidade do Paraibuna, construída em frente ao mesmo castelo, à qual foi dada a denominação de Juiz de Fora; NOTA: É importante citar a participação dos colonos alemães na recepção a SMI DOM PEDRO II e a BANDA DA COLÔNIA que executou o HINO NACIONAL BRASILEIRO em homenagem ao Imperador;

1933 – Inaugurava-se solenemente, no parque do MUSEU MARIANO PROCÓPIO, com a presença do prefeito PEDRO MARQUES e de outras autoridades o mausoléu em que repousam os restos mortais de MARIANO PROCÓPIO e de sua esposa MARIA AMÁLIA;

24 DE JUNHO

1869 – Chega a Juiz de Fora pela segunda vez o SMI D PEDRO II – IMPERADOR DO BRASIL, para a inauguraçãoo da Escola Agrícola União e Indústria, em companhia do Duque de Saxe, seu genro;

25 DE JUNHO

1858 – Chega ao porto do RIO DE JANEIRO o veleiro RHEIN, com 183 imigrantes alemães que viriam para a cidade do PARAIBUNA,(JUIZ DE FORA), entre eles EMIL SCHRÖDER, sua esposa e filhos, entre eles a menina DOROTHEA com apenas 03 anos, que se casaria mais tarde com THEODOR FRANCK e seria minha bisavó paterna;

29 DE JUNHO

1858 –O jornal MERCANTIL de Petrópolis registra um encontro entre os imigrantes alemães de PETRÓPOLIS e JUIZ DE FORA, na cidade serrana do Estado do Rio de Janeiro, quando os nossos imigrantes estavam a caminho de Juiz de Fora após viajarem no VELEIRO RHEIN, de Hamburgo para o Rio de Janeiro. Podemos então afirmar que, OFICIALMENTE, foi este o primeiro encontro entre as comunidades alemães de PETRÓPOLIS E JUIZ DE FORA Este dia no ano de 1845, também marca a chegada dos primeiros colonos alemães a cidade coirmã de Petrópolis, eles que chegaram no VELEIRO VIRGINIE, que trouxe os primeiros imigrantes, entre eles estava PHILIP WOLL que veio só. É meu tataravô, por parte da mãe do meu pai;

30 DE JUNHO

1935 – Era inaugurada no BAIRRO SÃO PEDRO (antiga COLONIA DE CIMA), a capela da Igreja Luterana de Juiz de Fora;

JULHO

02 DE JULHO

1895 – Falecia em Vitória, no Espírito Santo, para onde transferira sua residência, o engenheiro JOSÉ HALFELD:

03 DE JULHO

1920 – Falecia na cidade, aos 42 anos de idade, o capitão JOSÉ WEISS, gerente e co-proprietário da CERVEJARIA JOSÉ WEISS;

09 DE JULHO

2012- - Pela Lei 12.621 o município de Juiz de Fora declara de utilidade pública para fins de tombamento como patrimônio cultural da cidade a FESTA ALEMÃ DO BAIRRO BORBOLETA – oriundo do projeto 062/2012 do vereador JOSÉ TARCÍSIO;

16 DE JULHO

1922 – Falecia o SR GEORGE FRANCISCO GRANDE, exvice-consul da Alemanha e um dos primeiros industriais de JUIZ DE FORA;

21 DE JULHO

1877 – O vereador ANTÔNIO AMÁLIO HALFELD prestava contas à Câmara Municipal das quantias despendidas com a aquisição de casas e terrenos para edificação da estação de JUIZ DE FORA, da Estrada de Ferro Dom Pedro II, num total de Rs. 6:042$000, obtido por meio de subscrição popular;

24 DE JULHO

2014 – FUNALFA publica edital de tombamento do MARCO DO CENTENÁRIO DA IMIGRAÇÃO ALEMÃ EM JUIZ DE FORA. O tombamento é oriundo do Processo Administrativo 6911/2010, preparado pelo historiador VICENTE DE PAULO CLEMENTE. O referido MARCO encontra-se instalado na PRAÇA DO IMIGRANTE DO BAIRRO BORBOLETA. Seu batismo deu-se no dia 10 de agosto de 1958, sendo seus padrinhos SMI O PRINCIPE D. PEDRO ORLEANS E BRAGANÇA e o CONSUL DA ALEMANHA DA ÉPOCA, era prefeito O SR ADEMAR REZENDE DE ANDRADE.

25 DE JULHO

1901 – Falecia em sua residência, na Rua Direita, 119, aos 89 anos o farmacêutico GUSTAVO ADOLFO FASSHEBER, de nacionalidade alemã,e que foi presidente do CONSELHO DISTRITAL DA CIDADE EM 1892;

26 DE JULHO

1856 – O comendador HENRIQUE HALFELD, prometia doar à Câmara Municipal o terreno por ela escolhido para construção do Matadouro Municipal, localizado na Rua da Califórnia próximo ao Rio Paraibuna;


1858 – Chega ao RIO DE JANEIRO o veleiro GUNDELA, com 271 passageiros imigrantes alemães e austríacos , pois 09 deles (07 crianças e 02 adultos ).Foi a viagem mais longa das 05, durou 76 dias;

1911 – Falecia em Leopoldina, aos 37 anos de idade, o Sr Felix Schmidt Filho, diretor do Colégio Agrícola Constança naquele Município;

27 DE JULHO

1947 -Noticiava-se que entre as vítimas do desastre ocorrido na véspera com um avião da FAB, que caíra em chamas no Recife, encontrava-se o aspirante JOSÉ SURERUS, de Juiz de Fora;

28 DE JULHO

1928 – Falecia em sua residência, na Rua Batista de Oliveira, aos 80 anos de idade, o comerciante GUILHERME BARTELS, de nacionalidade alemã;

29 DE JULHO

1858 – Chega ao porto do RIO DE JANEIRO o veleiro GESSNER, depois de 69 dias de viagem, trazendo os imigrantes alemães , em número de 245, pois 04 morreram na viagem, entre eles o nosso MARTIN FRANCK de apenas 13 anos de idade.

AGOSTO

02 DE AGOSTO

1917 – Falecia aos 91 anos de idade o comerciante HENRIQUE GRIESE, decano da colônia alemã de Juiz de Fora, onde residia há mais de 50 anos;

04 DE AGOSTO

1858 – Chega ao porto do RIO DE JANEIRO o quinto e último VELEIRO trazendo imigrantes alemães para a cidade dePARAIBUNA (JUIZ DE FORA), ao todo 217, chegaram ao porto;

05 DE AGOSTO

1910 – É lavrada a primeira ata de fundação do TURNERSCHAFT – CLUB GYMNASTICO JUIZ DE FORA, que se reunia na CERVEJARIA DOIS LEÕES de propriedade de CARLOS STIEBLER.,

NOTA: O Turnerschaft – Club Gymnastico de Juiz de Fora tem hoje sua história contada através do livroTURNERSCHAFT – CLUB GYMNASTICO DE JUIZ DE FORA – 1909 A 1979 de autoria de JAKELINE DUQUE DE MORAES LISBOA E CARLOS FERNANDO FERREIRA DA CUNHA JUNIOR.

07 DE AGOSTO

1852 – Pelo decreto imperial número 1031, era concedido a MARIANO PROCÓPIO FERREIRA LAGE, privilégio para construir duas linhas de estradas, uma das quais foi a denominada UNIÃO E INDÚSTRIA, por ter sido este o nome da empresa então constituída, a qual deveria ligar PETRÓPOLIS à capital da província;

15 DE AGOSTO –

1883 - Era consagrada a primeira IGREJA DE NOSSA SENHORA DA GLÓRIA, localizada em frente à atual e chamada pelo povo de IGREJA DOS ALEMÃES:

19 DE AGOSTO

1912 –Realizava-se uma grande reunião de industriais, na Câmara Municipal, sob a presidência do chefe do executivo, Dr Oscar Vidal Barbosa Lage , tendo como secretário os SRS FRANCIS RAWRIGHS e JOSÉ WEISS, com a finalidade de encontrar uma fórmula para solução da greve operária que desde o dia 16 intranquilizava a cidade e cuja reinvindicação era diminuir o horário de serviço. Da deliberação tomada destacava-se este ítem:”Os operário se dirijam ao Poder competente, pedindo o decreto de oito horas no Brasil; 1943 – Falecia no Sanatório Dr Vilaça, o jornalista VALENTIM DILLY II, gerente da “GAZETA COMERCIAL”;

22 DE AGOSTO

1922 – Era sancionada a resolução municipal número 882, que autorizava a ereção de um busto do DR JOÃO NOGUEIRA PENIDO (PAI) na praça do mesmo nome, a mudança do busto do comendador HENRIQUE HALFELD dali para o Parque Halfeld e a retirada do gradil que desde 1880 contornava o mesmo logradouro;

24 DE AGOSTO

1924 – Inaugurava-se festivamente com a presença de DOM HELVÉCIO GOMES DE OLIVEIRA, a nova IGREJA DE NOSSA SENHORA DA GLÓRIA;

27 DE AGOSTO

1967 – Fundava-se no bairro BORBOLETA o CENTRO FOLCLÓRICO TEUTO-BRASILEIRO posteriormente INSTITUTO TEUTO BRASILEIRO WILLIAM DILLY, responsável pelas cinco primeiras festas alemãs do bairro, seus fundadores entre outros JOSÉ EMILIO KELMER, DIRCEU SCORALICK, CELIA MARIA SCORALICK, MIGUEL E LUCY GOMIDE;

29 ADE AGOSTO

2015 – A amiga IVONE ZIMMERMANN lançava com sucesso na Casa D’Itália o seu livro “ALEMÃES E AUSTRÍACOS EM JUIZ DE FORA – RETRATOS DE UMA ÉPOCA; em dois volumes: o VOLUME I GENEALOGIA DAS FAMÍLIAS ZIMMERMANN E UMSONST; VOLUME II GENEALOGIA DAS FAMILIAS ALEMÃS E AUSTRÍACAS QUE FIXARAM RESIDÊNCIA EM JUIZ DE FORA-MG.

30 DE AGOSTO

1943 –Inaugurava-se na Rua Halfeld, 360 o HOTEL SÃO LUIZ, de propriedade dos SRS JACOB SHLITHER E AUGUSTO RICKLEY;

MÊS DE SETEMBRO

01 DE SETEMBRO –

1912 – Falecia aos 58 anos de idade o sr PEDRO ANTONIO FREEZ,sócio-fundador da CERVEJARIA POÇO RICO;

2011 – Começava a DÉCIMA SÉTIMA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA, e que neste ano foi palco da solenidade de encerramento das comemorações dos 150 anos de inauguração da ESTRADA UNIÃO E INDÚSTRIA; nesta festa tivemos também a satisfação de ter o lançamento do livro ‘CHUCRUTE – DANÇAS – CHOPE E DETERMINAÇÃO’ , de autoria de LUIZ ANTONIO CAIXEIRO STEPHAN, associado ASSOCIAÇÃO CULTURAL E RECREATIVA BRASIL ALEMANHA, historiador e grande amigo.

02 DE SETEMBRO

2004 – Começava a DÉCIMA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA;

2010 – Começava a DÉCIMA SEXTA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA;

03 DE SETEMBRO

1998 – Começava a QUARTA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA;

1999 -Começava a QUINTA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA;

2008 -Na Estação São Pedro, acontecia a solenidade de abertura do VI ENCONTRO DE COMUNIDADES ALEMÃS DA AMÉRICA LATINA promoção conjunta da ASSOCIAÇÃO CULTURAL E RECREATIVA BRASIL ALEMANHA e INSTITUTO TEUTO-BRASILEIRO WILLIAM DILLY. O evento contou com a participação de 07 estados brasileiros e ARGENTINA,URUGUAI, PARAGUAI, PERU, CHILE E VENEZUELA;

04 DE SETEMBRO

1937 – Pela resolução 42 o então bairro BORBOLETA passou a chamar-se VILA SÃO VICENTE, homenageando a capela dedicada a São Vicente pelos Padres Redentoristas;

1997 – Começava a TERCEIRA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA;

2003 – Começava a NONA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA;

2008 – Começava a DÉCIMA QUARTA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA. Nesta festa a grande novidade foi o lançamento do LIVRO – OS ALEMÃES E O BORBOLETA, de autoria de VICENTE PAULO CLEMENTE (CLEMENS);

05 DE SETEMBRO

1902 – O Cel Francisco Mariano Halfeld abria com R$ 18:000$000 a subscrição para construção do monumento a CRISTO REDENTOR no alto do morro da Liberdade;

2001 – Começava a SÉTIMA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA;

2002 – Começava a OITAVA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA;

2006 – Começava a DÉCIMA SEGUNDA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA;

2007 – Começava a DÉCIMA TERCEIRA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA;

06 DE SETEMBRO

1990 – Um grupo de entidades do bairro Borboleta sob a coordenação de Luiz Chinelato da Igreja São Vicente de Paulo e com a participação de todas as forças vivas do bairro, realizavam a quarta festa alemã promovida na cidade desde 1969:

NOTA: O amigo LUIZ ANTONIO STEPHAN, nos conta em seu blog todos os antecedentes da história desta festa.

1991 – Sob a coordenação do CENTRO FOLCLÓRICO TEUTO-BRASILEIRO, da IGREJA SÃO VICENTE e outras entidades começava a quinta festa alemã promovida na cidade, desde 1969;

1996 – Começava a SEGUNDA DEUTSCHES FEST promovida pela ACRBA;

2000 – Começava a SEXTA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA;

2005 – Começava a DÉCIMA PRIMEIRA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA;

2014 - Começava a VIGÉSIMA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA;

2015 – Começava a VIGÉSIMA PRIMEIRA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA:

07 DE SETEMBRO

1856 –Com a convocação dos vereadores PEDRO MARIA HALFELD e JOSÉ PEDRO TEIXEIRA DE CARVALHO, que com os sete em exercício desde 07 de abril de 1853 completavam o número dos componentes da nova CÂMARA MUNICIPAL, instalava-se solenemente a cidade do Paraibuna, elevada a esta categoria por LEI em 02 de maio;

1995 – Acontecia a PRIMEIRA DEUTSCHES FEST, promovida pela ACRBA;

1943-Falecia na cidade, aos 76 anos de idade, o sr HERMANN ERHARDT, proprietário da TIPOGRAFIA BRASIL;

08 DE SETEMBRO

1917 – Inaugurava-se na AVENIDA RIO BRANCO o novo edifício do COLÉGIO STELLA MATUTINA, de estilo gótico, planejado pelo arquiteto PADRE ARTUR HOYER e construído sob a sua direção;

09 DE SETEMBRO

1933 – Falecia em sua residência, na Rua Osório de Almeida número 999, o sr FRANCISCO FREES, fundador da CERVEJARIA POÇO RICO;

13 DE SETEMBRO

1926 – Falecia na Alemanha, onde se encontrava a passeio, o SR FRANCISCO FAULHABER, industrial na cidade;

15 DE SETEMBRO

1878 - Inaugurava-se na antiga chácara do barão de Pitangui, na Vilagem, a Fábrica de Cerveja e Águas Minerais, de propriedade do SR JOSÉ WEISS;

1930 - Em área adquirida por uma comissão para construção de uma CAPELA no bairro BORBOLETA o padre MISSIONÁRIO VICENTE ZEIJ celebrou a primeira missa no local. Era um campo de futebol onde o SPORT CLUBE BORBOLETA fazia suas partidas de futebol. O terreno foi comprado por CINCO MIL RÉIS. As obras da CAPELA se iniciaram em 14 de setembro de 1936.

24 DE SETEMBRO

1855 – Eram designados pela CÂMARA MUNICIPAL os suplentes de vereador JOSUÉ ANTONIO DE QUEIROZ, boticário, o DR PEDRO MARIA HALFELD, médico para dirigirem os serviços de debelação da epidemia de cólera morbo que, de acordo com denúncia dos mesmos, surgiria na zona rural do Município, os quais foram substituídos em seguida por uma comissão constituída pelos DRS JOÃO NOGUEIRA PENIDO, ANTONIO JOAQUIM MIRANDA NOGUEIRA DA GAMA e PEDRO MARIA HALFELD, nomeada pelo governo provincial;


1919 – Estreava no Teatro de Juiz de Fora a COMPANHIA DE OPERETAS E ÓPERAS CÔMICAS, dirigida pela atriz CLARA WEISS;

25 DE SETEMBRO

1981 – Pela Lei Municipal 6057 a então VILA SÃO VICENTE voltou a se chamar BORBOLETA, homenageando a escolha de nossos ancestrais e permanecendo assim até os nossos dias.

27 DE SETEMBRO

2007 – A Igreja São Vicente de Paulo é escolhida para ser sede da nova Paróquia do SANTÍSSIMO REDENTOR, sendo o seu primeiro pároco o PADRE LUIZ EDUARDO DE ÁVILA.

OUTUBRO

01 DE OUTUBRO

2009 – Iniciava-se nesse dia a DÉCIMA QUINTA DEUTSCHES FEST, que foi transferida para esta data em função de problemas da gripe suína



na cidade;

07 DE OUTUBRO

1928 – No bairro Borboleta um grupo de abnegados se reuniu e fundou nesta data o SPORT CLUB BORBOLETA;

08 DE OUTUBRO

1952 – Comemora suas BODAS DE OURO DE ORDENAÇÃO SACERDOTAL o Padre Vicente Zeij, da Igreja da Glória. |Sua Ordenação aconteceu em 1902 com 25 anos de idade no Seminário de Wittem, na Alemanha;

19 DE OUTUBRO

1969 – Com a presença do então prefeito de Juiz de Fora, ITAMAR FRANCO, e outras autoridades era realizada pelo CENTRO FOLCLÓRICO TEUTO-BRASILEIRO, a primeira FESTA ALEMÃ DE JUIZ DE FORA, no bairro Borboleta;

24 DE OUTUBRO

2015 – Era lançado no INDEPENDENCIA TRADE HOTEL EM JUIZ DE FORA o livro CERVEJA, ALEMÃES E JUIZ DE FORA de Alexandre Hill Maestrini do Instituto AUTOBAHN.

NOVEMBRO

25 DE NOVEMBRO

1962 – Era inaugurada no Bairro Borboleta a Capela da Igreja Luterana de Juiz de Fora;

DEZEMBRO

05 DE DEZEMBRO –

1909 – Na reunião das senhoras da COMUNIDADE EVANGÉLICA LUTERANA DE JUIZ DE FORA, o PASTOR FRITZ BLIEDNER, foi eleita da primeira diretoria do GRUPO DE SENHORAS que recebeu o nome de FRAUVEREIN, da OASE (ORDEM AUXILIADORA DAS SENHORAS EVANGÉLICAS);

1966 – Falecia em Juiz de Fora o querido e inesquecível PADRE VICENTE ZEIJ da Paróquia da Igreja de Nossa Senhora da Glória. Sobre a sua vida o PADRE BRAZ DELFINO VIEIRA escreveu e lançou em 2014 o livro ‘UMA VIOLETA ESCONDIDA NOS JARDINS DA C.Ss. R. da editora REDENTORISTA.

06 DE DEZEMBRO

1893 – O Padre Mathias Tulkens chega a Juiz de Fora para implantação da ordem dos padres redentoristas na cidade mais precisamente na IGREJA DA GLÓRIA;

07 DE DEZEMBRO

2001 – Pela primeira vez o SCHMETTERLING GERMANISHE VOLKSTANZ GRUPPE viajava para a cidade de IPIRA – SANTA CATARINA, com as categorias , MASTER, ADULTO E JUVENIL , para participar do PASSEIO DE LANTERNAS naquela cidade.

12 DE DEZEMBRO

2008 – Através da LEI 11.744 de 12 de dezembro de 2008, o Prefeito de Juiz de Fora, José Eduardo Araújo concede a FESTA ALEMÃ DO BORBOLETA o título de EVENTO OFICIAL DA CIDADE DE JUIZ DE FORA,mediante projeto de Lei apresentado e aprovado na Câmara de Vereadores pelo então vereador BRUNO SIQUEIRA.

13 DE DEZEMBRO

1865 – Por inspiração e defesa do deputado Dr MARCELINO DE ASSIS TOSTES (BARÃO DE SÃO MARCELINO), nossa cidade passou a denominar-se Juiz de Fora, através Lei Provincial promulgada nesta data:

Importante também é citar indústrias fundadas pelos imigrantes alemães e seus descendentes que ainda estamos pesquisando datas de fundação, entre elas:

1854 - Companhia União e Industria – Mariano Procópio;

1861 – Cervejaria Barbante – Sebastian Kunz a primeira de Juiz de Fora:

1865 - Fundição Kascher – Martin Kascher;

1867 -Fábrica Kremer - Augusto Kremer, filial da BOHEMIA em Petrópolis;

1874 – Mecânica George Grande, Luiz Schiess;


1878 - No dia 15 de setembro – Cervejaria José Weiss;

1880 – Cervejaria Borboleta – Irmãos Scoralick:

1881 - Cervejaria Poço Rico – Irmãos Freez;

Curtume Krambeck – Peter Griese,João Wried e Detlef Krambeck

O primeiro e um dos maiores curtumes do Brasil;

Cia Ferro Carril de Bondes de Juiz De Fora- Felix Schmidt e Eduardo Batista roquete Franco o primeiro transporte público urbano em Minas Gerais;

1882 – Oficina Chave de Ouro – Karl August Degwert;

1886 – Cervejaria Winter – Frederico Winter;

1894 - No dia 01 de janeiro – Cervejaria Dois Leões – Carlos stiebler;

1895 - Cervejaria Estrêla – Guilherme Griese:

1898 – Fábrica de Pregos São Nicolau – Edmund Schimidt:

1899 - Cervejaria Tapera – Pedro Schubert:

Fabrica de Balas e Caramelos Frederico Ploterle

1900 - Curtume Surerus – João Henrique e Oscar Surerus;

Fábrica de Balas e Caramelos Suiça – Augusto Degwert;

Fábrica de Balas e Caramelos Petropolitana – Dr Otto Loefler;

1903 – Tipografia Brasil – Hermann Erhardt;

Tipografia Winter – Frederico Winter;

1907 – Malharia Stiebler – Antonio e Carlos Stiebler;

1910 – Fábrica de Molas de Aço – JOÃO Schroder;

Malharia Waltenberg;

1911 – Mecânica Central – Irmãos Otto;

1913 – Malharia Stumpf – João Stumpf;

1913 - Curtume Poço Rico – Waldemar Freez;

Obs. 1904 –Instala-se na cidade o VICE CONSULADO ALEMÃO, sendo nomeado função de VICE-CÔNSUL GEORGE FRANCISCO GRANDE que ocupou até 1917, até o fechamento por causa da PRIMEIRA GUERRA MUN


Outras indústrias:

Malhas Antonio Meurer – (a primeira de Minas final do Séc XIX)

Primeiro transporte público de Minas Gerais – Felix Schmidt;

Fábrica e Tipografia Schimitz – Paulo Schimitz, sendo esta a mais antiga da cidade;

Primeira Iluminação Pública da cidade – Henrique Meurer e

Carlos Otto.

Curtume Stheling, - João Stheling




NILO SÉRGIO FRANCK

Ainda não comentado.